Universidade para além dos muros, sustentabilidade, bem-estar e sociedade

Universidade para além dos muros, sustentabilidade, bem-estar e sociedade: encerramento do projeto Um Planeta, Uma Saúde, Um Bem-Estar

Por Érika Lage

Foto: Jornal da EPTV

Evento organizado pela equipe do professor Adroaldo, da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo buscou integrar a universidade com crianças e adolescentes através de atividades interativas sobre bem-estar animal e sustentabilidade.

As universidades, através do ensino, da pesquisa, da extensão e da inovação, representam centros construtores e disseminadores de conhecimentos tão amplos e diversos que se fazem presente em inúmeras atividades cotidianas. Entretanto, quando pensamos sobre a inserção das universidades para as comunidades, por vezes se argumenta a necessidade de uma maior interação e conexão entre as universidades e as comunidades locais. Viver uma universidade sem muros, integrada e acessível é o desafio de todos que se inserem nessa importante instituição. No contexto da Universidade de São Paulo, diversas ações são desenvolvidas nesse sentido, como a iniciativa USP nas comunidades que conta com a presença de carretas adaptadas.

Em Pirassununga, a equipe coordenada pelo professor Dr. Adroaldo José Zanella (CECSBE/VPS/FMVZ/USP), com vice coordenação da professora Dra. Taitiâny Kárita Bonzanini Minetto (ESALQ/USP), com a colaboração da professora Dra. Luciane Silva Martello, representante da FZEA/USP e da professora Dra. Renata Gebara Sampaio Dória (FZEA/USP) promoveram o encerramento do projeto “Um Planeta, Uma Saúde, Um Bem-estar” com um evento científico e cultural que integrou a comunidade acadêmica e local. Ao longo de um ano, a equipe esteve envolvida em diversas ações de pesquisa e extensão e agora, em seu encerramento formal, o projeto, que teve por princípio ser semente, não poderia ter trilhado outro caminho, afinal, falar sobre sustentabilidade é integrar todos os entes e trazer as crianças para essa discussão e, mesmo já sendo lugar comum, é importante reforçar a necessidade de se repensar nossas ações a partir de seu impacto para o mundo que queremos deixar para as futuras gerações, mas precisamos sobremaneira fortalecer essa consciência nas crianças, para termos um futuro com adultos conscientes desde sempre.

O evento contou com duas carretas USP na comunidade, cinco estandes científicos, um da polícia ambiental e um da Secretaria da Saúde. Com um público estimado de aproximadamente 500 visitantes, distribuídos entre o ensino fundamental I e II e ensino médio de diversas escolas de Pirassununga, o evento ocorreu nos dias 22 e 23 de novembro com programação científica, cultural e de saúde. A visitação incluía um tour guiado pelo Campus Fernando Costa e um circuito pelas estações, que abordavam temas como o abandono zero, o bem-estar único, a epigenética, a resiliência e a sustentabilidade de forma lúdica e interativa. Mas não parava por aí, havia ainda havia uma estação da polícia ambiental, que fez sucesso entre as crianças com explicações sobre biodiversidade e a presença de animais taxidermizados.

O estande da saúde, que foi outra ação que lotou, com disponibilização para a população da realização de diversos testes (HIV, Sífilis, Hepatite B e C) e vacinação (Covid-19 e Influenza). A ação foi um sucesso, segundo a Secretaria de Saúde, nos dois dias foram realizados 376 testes e foram aplicadas 120 doses de vacina (29 para Covid-19 e 91 para Influenza) além da conscientização contra a proliferação do mosquito da dengue que contou até com uma fantasia de mosquito gigante, que fez a alegria da criançada. A programação cultural também foi, com o perdão do trocadilho, um show à parte. O público pôde relaxar com música em voz e violão, equipe de percussão e um emocionante espetáculo de dança, que encenou a estória do filme Encanto.

Um evento tão importante não poderia deixar de envolver os estudantes de graduação, dessa forma, os alunos da disciplina “Avaliação científica de bem-estar animal- VPS3208” da Medicina Veterinária da FMVZ São Paulo, tiveram a oportunidade de vivenciar em dois dias a extensão universitária, treinar conhecimentos adquiridos na sala de aula ao longo da disciplina além de trabalharem habilidades conhecidas popularmente como soft skills, uma vez que o trabalho em equipe, o gerenciamento do tempo das atividades, a apresentação pública, as metodologias ativas de ensino-aprendizagem utilizadas, a interação com diferentes grupos, adequação de linguagem etc, fazem toda diferença na formação de competências para os futuros profissionais.

Por fim, quando falamos de integração de transdisciplinaridade e de cooperação multisetorial é importante sempre lembrar que ninguém faz nada sozinho, de forma que todos os integrantes do projeto e da organização do evento agradecem profundamente toda comunidade USP que se dedicou e todos os presentes que enriqueceram nossos dias, nossa vivência e nos reforçaram as energias para construirmos uma universidade cada vez mais ampla, plural e acessível.

Para mais informações: adroaldo.zanella@usp.br

Assista aos vídeos do evento:

Anúncio_Alumni_USP
  • 2
  • 421
  • 156
  • 493.736